07/10/2016

Rezadeira - O caso da família Cabral | Um conto de horror incrívelmente visual

| |

Rezadeira - O caso da família Cabral
Em clima de Halloween, não poderia deixar de trazer algo com uma temática mais assustadora e horripilante, então preparem-se para sentir medo.

Antes de começarmos a falar sobre o livro, quero contar pra vocês, meus caros tagarelas, que o blog ganhou a sua primeira parceria. A pinguim ficou muito contente quando o autor Carlos Rodrigo entrou em contato e demonstrou interesse em realizar a parceria, pois queria muito ler o conto. Então, espero causar em vocês a mesma vontade!

"Rezadeira - O caso da família cabral" é um conto de suspense/horror que possui, aproximadamente, umas 20 páginas. A capa é linda, não poderia deixar de comentar, tem um toque minimalista com uma diferenciada disposição do título. Simples, mas que instiga assim que olhamos para ela e isso é o que uma capa deve causar.

Antes de continuarmos, que tal conferir a sinopse?



Premissa interessante, não? E, não para por aí, a escrita é bem envolvente, vai te levando para dentro da história em um ritmo adequado para isso. A maneira como o narrador conta os fatos juntamente com o clima de mistério, que vai se formando no ar, proporcionam ao leitor momentos de tensão e curiosidade. A leitura é rápida, sendo possível ler em menos de uma hora, pois apesar de ser um conto pequeno, a escrita atrativa e o enredo instigante vão permitindo que as páginas sejam consumidas ligeiramente, isso de uma forma que nem percebemos e quando notamos estamos imersos na história.

Uma das coisas que o autor acertou em cheio é o modo como utiliza a descrição, ela é muito bem feita e permite a quem está lendo criar nitidamente a imagem daquilo que está acontecendo no livro. É incrívelmente visual! Outra coisa que podemos pontuar é que atráves da narrativa somos levados a duvidar do que é real; isso porque o narrador nos faz acreditar que atos sobrenaturais acontecem na realidade. Uma vez que a desconfiança é plantada, o medo surge. Sendo assim, tanto o narrador quanto a narrativa são extremamente importante para a história e por serem muito bem contruídos causam tais efeitos.

Existe uma quebra da quarta parede, onde o narrador fala conosco, os leitores, e isso torna a leitura leve apesar da temática ser mais pesada, além de que também é usada como um recurso para ampliar a sensação de medo. Vemos, então, vários elementos incorporando a trama e tornando-a singular. A pinguim achou isso um máximo!

A história possui um ritmo apropriado que acompanha os acontecimentos da trama, no começo é mais lento e progressivamente vai acelerando até que as coisas fiquem mais tensas e intesas para, somente, no fim gerar uma explosão com o plot twist que irá permanecer conosco mesmo quando a história chegar ao fim. O conto trabalha bem mais em cima das sensações e reações que o leitor vai sentir, sendo, portanto, muito sensorial e isso eleva a experiência a um nível bastante psicólogico.

O final da trama é perfeitamente cabível ao enredo, pois complementa e arremata muito bem tudo o que foi desenvolvido durante o conto. No entanto, deixa em aberto a possibilidade de que todos os acontecimentos podem ter existido e, até mesmo, existir em nosso plano real. Ao terminar a leitura, ficamos com o desejo de ler mais coisas sobre a familia Cabral e sobre a rezadeira, então vamos torcer para que o autor tenha outros projetos envolvendo eles!

Então, o conto pode não inovar tanto no gênero quanto história, mas possui elementos, recursos, narrativas e a descrição que agregam muito para que o mesmo se diferencie e torne a leitura uma experiência incrível. Toda a questão do enredo ser visual é sensacional, pois gera a impressão de que ocorreu como uma memória nossa, isso é um exemplo do quão singular a trama pode ser e que devemos nos permitir experimentar algo assim. Se tem uma coisa que eu aprendi nesse mundo literário é que existe muita história incrível, que não inova no genero, mas que possui tanto a acrescentar e "Rezadeira - O caso da familia Cabral" se encaixa perfeitamente nisso.

Enfim, se você for medrosa (o) como a pinguim, que vos fala, recomendo a não ler o livro à noite, mas se você quiser se aventurar também é uma ótima ideia, pois mesmo que o livro não dê aquele medo aterrorizador, te assusta de uma forma bem diferente, de um modo que te deixa com uma sensação estranha durante e depois da leitura. Portanto, proporciona o que um conto deve proporcionar e o que um suspense/horror deve nos fazer sentir. Dá nervoso, reviravolta no estomago, pertubação e possui algumas cenas fortes de se presenciar, sim, presenciar porque temos a impressão de estar lá vendo, direitinho, tudo e isso não há como negar, é tão real quanto você lendo esse post agora. Não está acreditando? Então, veja por si mesmo, ou melhor, leia.

Rezadeira - O caso da família Cabral recebeu (4 de 5 pinguinzinhos):

Conheça mais sobre o autor:


Confira as redes sociais do autor:

FacebookTwitterBlog

Adquira o e-book na Amazon ou no Clube de Autores, onde você pode encontrar o formato físico, lançado recentemente.


Então, tagarelem comigo: vocês já leram? Ficaram com vontade de ler? Gostam de contos de terror? Se gostaram da resenha compartilhem para que mais pessoas tenham acesso!

Até a próxima tagarelice e não esqueça de nos acompanhar no twitter (@pinguimtagarela)!

20 comentários:

  1. eu sou o medo em pessoa, e acho que não conseguiria ler até o fim, já tenho medo de filme de terror imagina tendo que ler, haha
    Mas vou dar uma chance adoro obras novas de autores brasileiros,a gente da tanto valor em literatura estrangeira que esquecemos de antos autores bons que tem pertinho da gente, sua resenha é ótima, bem detalhada e adorei. beijos

    Blog Entre Ver e Viver

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou também muito medrosa, mas sabe que foi uma experiência bem interessante, fazia tempo que eu queria me arriscar a ler algo do gênero. Dê sim, vale bastante a pena. Sim, concordo plenamente com você, gosto muito de autores brasileiros também, existem ótimos por aqui e muitas vezes as pessoas não dão valor. Muito obrigada, é muito bom ouvir isso <3

      Beijoss

      Excluir
  2. Sinceramente não é o tipo de leitura que me atrai porque eu sou medrosa, eu não leio e nem assisto terror. Entretanto, eu achei a capa super interessante, é simples porém tem alguém que atrai, é até difícil eu explicar. Lendo a sua resenha, eu fiquei entusiasmada sim, nunca pensei que diria isso de um gênero que eu não tenho costume de ler, mas você foi perfeita.
    Acho que seguirei o conselho, mas irei ler de dia, de noite não.rsrs Parabéns!Vou dar uma olhada nos links com mais calma. bjs
    www.pilateandosonhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei como é, a capa me intrigou muito também!
      Me sinto lisonjeada com seu comentário, eu sou bem dessas que gosta de experimentar coisas novas, principalmente com livros ou séries. Me deixou feliz saber que ao ler despertou esse desafio em ler algo que você não tem costume <3

      Muito obrigada!
      Por favor, leia de dia pra não correr o risco de sonhar hahaha
      Obrigada pelo comentário sincero, me deixou extremamente contente <3

      Beijoss

      Excluir
  3. Eu curto bastante livros com temáticas de terror/suspense, pois não me deixa tão assustada como filmes (que é super visual). Entendo o que você quis dizer que deixa um medo diferente na gente, pois é algo relacionado com a nossa imaginação :P
    Muito bacana que o livro vai para o lado sensorial. Beijo,
    www.setevidasfelinas.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho a leitura mais assustadora, acredita? hahaha
      Exatamente, mexe com o psicológico.
      É uma das coisas mais incrível no livro <3
      Beijoss

      Excluir
  4. Interessante, amo esse gênero literário. Fiquei bem curiosa pra ler, talvez quando eu comprar meu kindle eu baixe pra ler, como é curto acho que vale super a pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que ótimo <3
      É uma boa, Kindle é só amor né?
      Simmm, vale bastante a pena!

      Beijoss

      Excluir
  5. Olha, eu sou uma baita "cagona" também, acho que não conseguiria ler um livro desses ahahahahhaha! Até pra ver filme desse tipo eu morro, imagina lendo? (Até pq vc nao pode pular partes senao fica sem entender, ja o filme, mesmo tampando os olhos vc fica sabendo o que acontece hahahahaha).
    Acredito que seja muito interessante pra quem goste desse tipo de leitura, vou deixar pra uma próxima (aquela que quer disfarçar o medo). kkkkkkkkkkkk
    Bjs!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahhahahaha acho que ler é bem mais intenso e realmente o que você pontuou é bem certo ahhah
      Mas acredita que mesmo sendo super medrosa, eu gostei? Me senti corajosa hahaha

      hahaha eu ri
      Beijoss

      Excluir
  6. Eu adoro esse tipo de livro, gostei da resenha e claro fiquei curiosa par ler o livro. rsrs

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me redescobri, gostei e acho que buscarei mais coisas do gênero. Fico feliz, obrigadãao!

      Beijoss

      Excluir
  7. Adorei a resenha! Achei bem completa e me deu uma vontade enorme de ler o livro, apesar de não gostar muito desse gênero, porque sou medrosa. A não ser que seja do Stephen King, porque né, é o Stephen King e eu sou fã dele haha. Mas o conto parece ser bem interessante e fiquei curiosa para ler!
    Beijooos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OBAAA, muito obrigada, adoro ouvir essas coisas <3
      Não li nada ainda do King, quero muito experimentar a leitura, apenas vi filmes e séries baseados na obra dele e adorei, então acho que vou curtir os livros haha

      É ótimo, se ler me diz o que achou <3
      Beijoss

      Excluir
  8. eu sou a pessoa que ama coisa sair pulam fora da realidade, que envolvam espíritos e terror. pela sinopse e sua resenha, eu iria amar esse conto! fiquei muito curiosa para saber como termina :)

    ah, e ele combina demais com esse mês que eu tanto amo <3 claro que vou ler! ^_^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Descobri que adoro também <3
      Espero que goste e aprecie a experiência, fico feliz que tenha se identificado com o conto e que minha resenha te deuxou com muita vontade. Amo demais isso!

      Halloween vem logo, pf <3
      Beijoss

      Excluir
  9. Migaa, adoro tuas resenhas!! Esses dias ouvi falar sobre esse conto e quero muuuito ler! Adoro esse tipo de literatura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awnnn, miga <3
      Adivinha quem tá felizona com seu comentário? Eu mesma <3
      Sério, você vai gostar bastante. Sabe que eu descobri que gosto também?

      Beijossss

      Excluir
  10. Já li! Fiquei super feliz quando o autor entrou em contato comigo porque eu também estrava suuuuper curiosa pra ler! Hahahaha eu amei sua resenha, bem completinha! Adorei a forma como você escreve e também gostei muuuuuito do livro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesma coisa aconteceu comigo <3 Muito bom isso, né?
      Awnn, muito obrigada, fico realmente contente!
      Eu adorei o livro tbm <3

      Beijoss

      Excluir

Tecnologia do Blogger.